Visão Computacional e a captação de imagens na indústria

Visão Computacional e a captação de imagens na indústria

Com a ajuda da Visão Computacional, o mercado nacional dá salto em competitividade. Câmeras fixas, móveis e sistemas mobile têm sido utilizadas para a captação de imagens em diferentes segmentos. Somados aos drones, os dispositivos são capazes de reduzir os custos das operações, além de trazer segurança e padronização para diferentes processos.

Através da Visão Computacional, ramificação da Inteligência Artificial (IA) que tem revolucionado diferentes mercados, máquinas são capazes de capturar e processar imagens de forma mais avançada, segura e precisa que o trabalho humano, gerando redução nos custos das operações.

A captação de imagens pode ser realizada com a ajuda de diferentes dispositivos, que variam de acordo com a necessidade de cada tipo de operação e segmento de mercado.

Quer saber mais sobre como funciona e os benefícios da Inteligência Artificial e Visão Computacional? Clique aqui!

Se no passado a análise de imagens era conhecida como um processo caro, atualmente o cenário se mostra bem mais acessível, oferecendo excelente custo benefício, além de padronização nas operações e mais segurança aos trabalhadores envolvidos.

A tecnologia nunca esteve tão próxima da realidade vivenciada em diferentes setores, sendo peça chave para empresas que desejam ampliar seu nível de competitividade no mercado e aumentar receitas.

Segundo estudo desenvolvido pelo Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE), 95% dos especialistas consideram a Inteligência Artificial a solução mais relevante para a inovação nas indústrias nos próximos cinco anos. A pesquisa foi realizada em outubro de 2021 e abarcou diretores de informação, tecnologia e Tecnologia da Informação (TI) do Reino Unido, Estados Unidos, Índia, China e Brasil.

No cenário brasileiro, a expectativa é que mais da metade das tarefas realizadas pela mão de obra humana seja aprimorada pela tecnologia nos próximos dez anos. Atualmente, dispositivos físicos somados à IA já são capazes de captar e processar imagens, transformando tarefas tradicionais como inspeções e contagem de itens.

Câmeras fixas: garantia de eficácia para a indústria

Visão Computacional e a captação de imagens na indústriaMuito utilizadas dentro das linhas de produção, as câmeras fixas garantem a padronização do processo de contagem de itens de forma mais rápida e segura que o trabalho desenvolvido pela mão de obra humana.

É o caso da ArcelorMittal, cliente da Pix Force que aplicou a solução na fábrica de Piracicaba, interior de São Paulo.

Através do Pix Counter, solução desenvolvida pela Pix Force para a contabilização de itens em diferentes setores, a produtora de aço tem obtido resultados satisfatórios por meio da aplicação da tecnologia estática capaz de mensurar o número exato de barras de aço que saem da linha de produção.

Para se ter uma ideia, somente a unidade de Piracicaba produz 90 mil toneladas da commodity por mês, que precisa ser contabilizada antes da exportação.

Outro exemplo de aplicação das câmeras fixas é o realizado pela Supergasbras, gigante da distribuição de gás que adotou a tecnologia desenvolvida pela Pix Force para otimizar a contagem de botijões. No caso da distribuidora, mais de uma câmera é utilizada para a captura das imagens numa mesma cena, garantindo eficiência na contabilização dos itens carregados dentro dos caminhões.

Quer saber mais sobre a aplicação da tecnologia Pix Counter? Descubra aqui!

Câmeras mobile: tecnologia na palma da mão

Diferente dos equipamentos fixos, os dispositivos mobile garantem a contagem exata de produtos quando há a necessidade de locomoção do trabalhador que utiliza a tecnologia. É o caso da captação de imagens de objetos que precisam ser avaliados em diferentes ângulos para que seja garantida a exatidão da contagem. Como solução para o problema, são disponibilizados aplicativos que podem ser utilizados nos celulares dos funcionários que atuam no processo de contabilização.

Além de utilizar os dispositivos fixos no interior da fábrica, a unidade de Piracicaba da ArcelorMittal adotou as câmeras mobile para solucionar o problema da contagem de barras de aço realizada por clientes da Bolívia e do Peru.

Antes realizada através de um processo manual, demorado e sujeito a inúmeros erros, a contabilização das barras passou a contar com a praticidade da solução viabilizada pela Pix Force.

Pesando cerca de duas toneladas, cada feixe de barras de aço tinha seus itens contabilizados por trabalhadores expostos a condições extremamente inseguras. Além do risco à vida, a contagem manual expunha a mão de obra humana a uma tarefa repetitiva, desgastante e difícil de ser padronizada. Após a aplicação da tecnologia, os itens podem ser contabilizados em cerca de um minuto, garantindo agilidade e eficácia para o processo.

Câmeras móveis: flexibilidade para casos específicos

Apesar de não ser utilizada em aparelhos celulares, a tecnologia acoplada às câmeras móveis garante flexibilidade na realização de inspeções, além de poder ser utilizada do lado de dentro das fábricas. De forma geral, as câmeras móveis atuam junto a outros dispositivos que trabalham em harmonia para capturar a informação necessária, seguindo as especificidades do ambiente.

É o caso de sensores capazes de trazer ainda mais eficiência para o processo de captação de imagens. Através da tecnologia, também é possível capturar cenas em 360º, além do registro da posição no espaço tridimensional de objetos de interesse. A solução não se resume a uma câmera, mas a um kit de dispositivos que trabalham juntos trazendo flexibilidade para casos bastante específicos.

Drones: inspeções em ambientes remotos

Visão Computacional e a captação de imagens na indústria
Inspeção de torre de transmissão com Drones

A versatilidade dos drones possibilita seu uso em diferentes situações, especialmente quando é necessário fazer a captura de imagens em ambientes hostis ou de difícil acesso.

Um exemplo de aplicação da ferramenta é a solução desenvolvida pela Pix Grid, vertical da Pix Force responsável pela inspeção em linhas de transmissão do setor elétrico, garantindo segurança, acesso mais rápido a dados, aumento da produtividade e padronização das operações.

Quer saber mais sobre a aplicação da tecnologia Pix Grid? Descubra aqui!

A indústria mineradora é outro segmento que se beneficia com o uso de drones, especialmente na inspeção das correias responsáveis pelo transporte dos insumos. Através da Deeptrack, tecnologia desenvolvida pela Pix Force em parceria com a Eneva, veículos aéreos não tripulados equipados com sensores RGB e infravermelho sobrevoam correias transportadoras identificando trechos com superaquecimento.

Ficou interessado em entender como a Deeptrack funciona? Aprenda melhor aqui!

Visão computacional e o uso de inúmeros dispositivos

Independentemente do dispositivo utilizado, é possível agregar soluções para diferentes setores. Condições do ambiente, nível de iluminação, especificações do objeto ou da cena que precisa ser capturada e velocidade da linha de produção são alguns dos fatores que determinarão a tecnologia indicada.

O fato é que dispositivos físicos somados a sistemas de Inteligência Artificial (IA) estão prontos para captar e processar imagens e vídeos, revolucionando as práticas existentes atualmente no mercado.

Quer continuar aprendendo?

Venha entender mais sobre o Uso de Sensores na captação de imagens.

Compartilhe este artigo:

Artigos Relacionados