Tipos de Inteligência Artificial: quais são e como usar?

Entender os diversos conceitos existentes e tipos de Inteligência Artificial é fundamental para se manter atualizado em um universo onde há constantemente uma evolução. Como consequência da transformação digital, uma das principais tendências é o aumento da utilização da IA, tanto em caráter industrial nas grandes empresas quanto no cotidiano de cada um de nós.

Pouquíssimas pessoas sabem que a Inteligência Artificial, em sua teoria, pode ser dividida em vários tipos, e que existem principalmente dois tipos de categorização principal que são baseadas nas capacidades e baseadas na funcionalidade da IA.

Existem três tipos principais de Inteligência Artificial denominados como IA Fraca ou Estreita, IA Geral e IA Forte. Além destas nomenclaturas, existem quatro outros tipos de Inteligência Artificial: Máquinas Reativas, Teoria da Mente, Memória Limitada e Autoconsciência. Estes são divididos com base em sua capacidade e princípio de funcionamento.

Discutiremos mais sobre estes diversos tipos de Inteligência Artificial abaixo. Venha com a gente!

LEIA TAMBÉM:

Inteligência artificial Tipo-1: com base em recursos

O que é Inteligência artificial estreita?

Este é um dos tipos de Inteligência Artificial mais comuns que podemos utilizar de maneira aliada à Visão Computacional e ao Machine Learning. Basicamente, ela tem a capacidade de executar qualquer tarefa dedicada com inteligência, porém com certa especificidade: essas máquinas são treinadas para executar uma única tarefa específica de cada vez.

Ele não pode executar tarefas além de suas limitações. Se ultrapassar seus limites, pode acabar falhando ou causando problemas em suas respectivas tarefas. Por conta disso, a IA Estreita também é conhecida no mundo científico como IA fraca. Alguns exemplos de IA estreita (ou fraca) são: reconhecimento de fala, reconhecimento de imagem, jogar xadrez, damas ou algum jogo qualquer, carros de direção autônoma, etc.

A Inteligência Artificial Estreita é um processo inteligente que representa toda a IA existente. Isso também inclui até mesmo a Inteligência Artificial mais complexa e capaz que já foi construída até hoje. Além disso, ANI (Artificial Narrow Intelligence, em inglês) refere-se a sistemas de IA que só podem executar uma tarefa específica de forma autônoma usando habilidades semelhantes à humana. Esses dispositivos não executam nada além do que foram programados.

Portanto, eles têm uma gama muito estreita (daí vem a nomenclatura) de competências na indústria atual. De acordo com o sistema de classificação oficial, estes dispositivos correspondem a toda a Inteligência Artificial atual reativa e de memória limitada. Mesmo a IA mais complexa que usa Machine Learning e aprendizado profundo para ensinar a si mesma se enquadra, de certa maneira, neste tipo de IA.

Inteligência artificial geral?

Este tipo de inteligência é construído para realizar qualquer tarefa com inteligência similar a de um ser humano. Ainda assim, existe um debate entre pesquisadores da área de Computação e da Matemática de que tal sistema ainda não foi construído nos dias atuais. A maioria dos pesquisadores em universidades e centros de pesquisa pelo mundo afora estão trabalhando para desenvolver esses tipos de máquinas que podem funcionar como humanos.

O objetivo é construir máquinas para pensar de forma tão inteligente quanto pensa um humano, aliado a um desempenho muito além das expectativas. Esses sistemas conterão recursos multifuncionais em vários domínios, podendo realizar multi-tarefas de uma maneira jamais imaginada na história da tecnologia.

Atualmente, não há nenhum exemplo ainda no mundo real desse tipo de sistema. Todavia, há muitos progressos em sua pesquisa e desenvolvimento que ainda devem levar algum tempo para serem concluídas, pois desenvolver tais tipos de Inteligência Artificial é uma tarefa bastante complexa.

A AGI (Artificial Generative Intelligence, em inglês) é a capacidade do agente de IA de aprender, reconhecer, entender e funcionar independentemente buscando se aproximar ao ser humano.

Esses sistemas serão capazes de desenvolver de forma independente diferentes habilidades como construir links e fazer declarações específicas entre domínios da Web, por exemplo. Além disso, há nesse desenvolvimento uma redução enorme do tempo de treinamento também necessário anteriormente. Isso tornará os sistemas de Inteligência Artificial (IA) capazes como os humanos, substituindo muitas das suas capacidades funcionais.

O que é Super Inteligência artificial?

Uma Super inteligência artificial (Super Artificial Intelligence, em inglês) é um sistema de inteligência de alto nível. Máquinas construídas com esse recurso podem ter um desempenho que vai além da inteligência humana. Eles poderiam pensar bem melhor em relação aos seres humanos para a elaboração e a resolução de qualquer tarefa complexa envolvendo capacidade de raciocínio, resolução de quebra-cabeças, habilidades matemáticas, lógica construída, etc.

Seu maior diferencial seria a possibilidade de fazer julgamentos morais construídos por si próprio e de se comunicar bem. É um conceito high-end que mudaria completamente a civilização humana, visto que as máquinas, neste estágio de desenvolvimento, seriam capazes de obter a própria consciência, alterando dessa forma toda a vida da civilização humana

O desenvolvimento de uma ASI provavelmente marcará o pico da pesquisa de IA, tornando-a deste modo a forma mais capaz de inteligência na Terra. Além disso, uma Super IA terá uma inteligência duplicada em relação aos seres humanos, sendo extremamente melhor em tudo o que fizer. Isso porque possuirá maior memória, processamento e análise de dados mais rápidos que trará, consequentemente, uma tomada de decisão mais rápida e eficaz.

Além disso, o desenvolvimento de uma Super IA levará a um esboço mais popularmente conhecido como singularidade tecnológica. E, enquanto a possibilidade de ter sistemas tão poderosos à nossa disposição parece atraente, é preciso considerar que esses dispositivos também podem ameaçar nossa existência ou, no mínimo, o modo de nossa vida.

Inteligência Artificial tipo 2:

Com base na funcionalidade

Além disso, existem quatro tipos diferentes de Inteligência Artificial baseados no princípio de funcionamento das máquinas. Estes são diferentes dos tipos acima. Vamos entender melhor abaixo:

Máquinas reativas

Essas máquinas são os tipos básicos de Inteligência Artificial que não armazenam memória. Elas trabalham com base nos acontecimentos atuais e podem reagir bem de acordo com o problema. Devido à falta de capacidade de usar a experiência anterior, eles eliminam as informações que estavam contidas anteriormente para a obtenção de melhores e mais atualizados resultados.

O sistema Deep Blue da IBM e o sistema de informações meteorológicas AccuWeather são alguns exemplos de máquinas reativas. O Deep Blue, por exemplo, é um computador que joga xadrez. Ele pode identificar diferentes peças do tabuleiro de xadrez e também verifica os movimentos.

Esta máquina identifica os movimentos de si mesmo e dos seus oponentes, podendo deste modo selecionar a melhor jogada e jogar tão bem ou até melhor que um campeão de xadrez. Além disso, ele não tem a capacidade de revisar os movimentos anteriores devido à pouca memória contida nele.

Teoria da mente

Esse tipo de máquina de IA pode pensar como um ser humano e entender emoções e crenças. A IA baseada na Teoria da Mente deve entender as emoções humanas, pessoas, crenças e ser capaz de interagir socialmente com humanos. Esses tipos de máquinas de IA ainda estão em pesquisa e podem ser desativados em breve. Com base na compreensão das mentes humanas, a inteligência artificial pode modificar suas próprias respostas.

Por exemplo: tomemos um robô como protótipo. Ele pode identificar os momentos de outros robôs. Se colocarmos um robô no portão de entrada de uma fábrica que possui outros robôs, ele vai olhar para os outros que se aproximam. Ele observará os movimentos e pode se virar de acordo para evitar colisões. Aqui, o robô usa seu bom senso como seres humanos. Isso mudará o futuro da inteligência artificial com novos desenvolvimentos.

Memória limitada

Esses tipos de máquinas de IA são capazes de armazenar dados passados ​​por um curto período. Estes podem funcionar com base em informações passadas armazenadas em sua memória. Por exemplo, carros autônomos podem armazenar esse tipo de memória. Além disso, eles podem lembrar os detalhes da última viagem, como a velocidade do carro, localização GPS do carro, etc.

Também lembra a distância dos carros na estrada, navegação de rotas, etc. Basicamente tudo o que um humano faz. Além disso, ele pode orientar os seres humanos a dirigir da maneira correta para evitar acidentes.

Autoconhecimento

Esse tipo de máquina de IA é o futuro da inteligência artificial. Elas incluirão autoconsciência, raciocínio lógico avançado, etc. Elas podem pensar além da memória humana. Estas máquinas que estão aliadas à Super IA devidamente explicada no Tipo-1 ainda estão em desenvolvimento e incluem muito esforço e dinheiro. Além disso, cientistas consideram isso como uma tarefa hipotética, afinal, esses tipos de máquinas precisam de muita inteligência para serem construídas.

Métodos e técnicas de Inteligência Artificial

Existem alguns tipos de técnicas de Inteligência Artificial. Essas técnicas são divididas com base na capacidade da máquina. Tais como:

Máquinas de vetor de suporte

Essas máquinas seguem algoritmos de Machine Learning (Aprendizado de Máquina). Eles são usados ​​para a classificação de questões. Essa técnica é útil para reconhecimento de rosto, reconhecimento de imagem, etc. Também é útil para fins de reconhecimento de texto. Por exemplo, é útil para classificar e-mails como primário, social, promoções, etc.

Processamento de linguagem natural

Esse tipo de técnica é útil para entender a linguagem humana. Usando esta técnica, um computador pode interpretar e manipular a linguagem humana natural. Além disso, é mais útil no reconhecimento de fala.

Heurística

A heurística é um dos métodos ou técnicas populares de Inteligência Artificial. Este método é útil para resolver problemas complexos que um método ou técnica clássica não podem resolver. Aprende com as experiências passadas e tem um bom desempenho. Além disso, esta é a técnica mais básica de IA.

Redes neurais artificiais

As RNAs funcionam com base nos nós a partir dos quais são construídas. Estes são inspirados em redes neurais naturais, como neurônios. Os neurônios ajudam os organismos vivos a transmitir e processar qualquer informação. Essas redes ajudam a identificar padrões de diferentes fontes de dados. Além disso, utiliza diferentes técnicas de aprendizagem como; Aprendizado profundo, aprendizado supervisionado, aprendizado reforçado, etc.

Conclusão

A Pix Force desenvolve soluções de negócios envolvendo Inteligência Artificial e Visão Computacional aplicada às necessidades dos nossos clientes.

No mundo atual, as grandes decisões aplicadas aos negócios precisam que a tomada de decisões seja célere. A IA pode tornar isso possível aplicando diferentes métodos e técnicas para a tomada de decisões.

Além disso, a Pix Force também fornece assistência digital com IA para várias organizações que realizam tarefas muito grandes diariamente, contribuindo diretamente na criação das últimas inovações que ajudam as soluções empresariais a terem um desempenho suave e rápido.

A IA possibilita a automação nas tarefas repetitivas que impactam significativamente as diversas áreas. Como comunicação, transporte, bens de consumo e indústria baseada em serviços. Além disso, leva a uma maior taxa de produção e também aumenta a produtividade, minimizando o tempo necessário na produção.

Isso torna o uso da IA ​​mais eficiente com o uso de matéria-prima, qualidade do produto, etc. Quer saber como a Pix Force pode ajudar sua empresa? Então clique aqui!

Compartilhe este artigo:

Artigos Relacionados