Inspeção com drones em Linhas de Transmissão: conheça as vantagens

Inspeção com drones em Linhas de Transmissão: conheça as vantagens

Empresas que controlam a transmissão e a distribuição de energia elétrica e dados têm papel decisivo na sociedade atual. São milhões de quilômetros de linhas espalhadas por todo o Brasil, pelas quais são transmitidas nossas informações e eletricidade. Por isso a inspeção com drones em linhas de transmissão é essencial para o setor.

Atualmente, gasta-se na manutenção dessa infinidade de linhas quantias imensas de dinheiro. A inspeção preventiva das torres de transmissão é altamente dispendiosa, perigosa (inspetores de linhas de transmissão ocupam o nono lugar no terrível ranking das profissões mais perigosas dos EUA) e demorada.

O uso de drones – ou simplesmente VANTs (veículos aéreos não tripulados), somado a poderosos softwares/algoritmos, facilita, otimiza e torna mais seguras essas inspeções. E o melhor: já é uma realidade no mercado. Quer saber como funciona a inspeção com drones de linhas de transmissão? Leia este artigo!

LEIA TAMBÉM:

Como é feita a inspeção de linhas de transmissão?

Via de regra, as inspeções em todo o mundo são realizadas por grupos de inspetores de linha que escalam ou são levados em caminhões até as altíssimas torres de transmissão. Para se conduzir uma inspeção detalhada são necessárias várias horas, devido à dificuldade de se movimentar ao redor de estruturas imensas e potencialmente letais.

Outros métodos menos comuns incluem a inspeção de torres por inspetores em solo operando binóculos ou de dentro de um helicóptero, que deve manobrar ao redor dos pontos sob análise.

A operação com helicópteros não é apenas cara, mas também barulhenta e ecologicamente insustentável. Além disso, quando os operadores de linhas sobem nas torres de transmissão para tentar detectar os problemas visualmente, fazer imagens, analisá-las e subsequentemente proceder com o conserto das linhas, eles colocam a sua vida em alto risco.

Isso ocorre, pois, embora todas as medidas de proteção sejam sempre tomadas, a tensão e a altura das torres de transmissão são um perigo eminente em qualquer situação.

Devido a isso, empresas da indústria energética estão procurando com maior frequência por outras alternativas mais sustentáveis, rápidas, efetivas e seguras para a realização deste tipo de tarefa. É aqui onde entra a tecnologia de drones automatizados. No vídeo abaixo, veja uma explicação sobre porque as linhas de transmissão deve ser inspecionadas:

Porém, a inspeção com drones é mais eficiente. Eles podem voar de maneira segura muito mais perto das torres de transmissão, proporcionando uma imagem mais clara do possível dano. Além disso, os ângulos captados pelos drones não são conseguidos através de vistoria realizada por helicópteros.

Dessa forma, a inspeção com drones têm potencial para reduzir os custos e riscos das inspeções e, ao mesmo tempo, aumentar a precisão das informações. Atualmente existem projetos pilotos de avaliações das redes, inclusive um produzido pela equipe da Pix Force, de modo a se criar padrões para a realização da atividade.

A parceria entre profissionais especializados em inspeção, pilotos treinados para voos de amplo grau de dificuldade e utilização de equipamentos e tecnológicos avançados são fatores decisivos para o sucesso dos projetos.

A parte tecnológica merece seu destaque. Além de VANTs com grande autonomia de vôo e excepcional capacidade de manobra, são necessárias câmeras com um mínimo de 16 megapixels – há casos em que duas câmeras se fazem necessárias – ou câmeras térmicas para determinar pontos de resistência elétrica que geram calor.

Além disso, uma equipe competente nos escritórios precisa analisar as imagens de maneira precisa e automatizada.

Por que agora é a hora de fazer inspeção com drones?

Desde a década de 1990 vinha-se testando drones na difícil tarefa de se inspecionar linhas de transmissão. No entanto, seus custos e a capacidade das aeronaves nesta época tornavam inviável sua utilização.

Com a evolução das aeronaves (hardware) e os imensos avanços dos aplicativos e programas de automatização (software), a viabilidade de sua aplicação é mais nítida desde que realizada por empresas e pessoas com expertise. No vídeo abaixo, explicamos de forma simples porque fazer inspeção com drones:

Vantagens do uso de Drones

Inúmeras são as vantagens para a implementação de inspeção com drones em linhas de transmissão.

Os drones utilizados para este tipo de tarefa são leves, fáceis de transportar e operar, mesmo em áreas de difícil acesso. Eles estão equipados com um sistema automático de decolagem e pouso, o que lhes permite um pouso preciso em um espaço reduzido no solo.

Esses dispositivos podem fazer o mesmo trabalho realizado por um funcionário, mas de uma forma otimizada, já que drones inteligentes têm a capacidade de analisar cerca de 100.000 imagens em poucas horas, realizando inspeções rápidas com alta produtividade .

Além disso, os riscos físicos sofridos pelos funcionários e os custos também diminuem. Automatizando as inspeções é possível economizar de 30% a 50% dos custos e do tempo das inspeções. Isso permite que os operadores especializados possam ir direto ao problema e focar apenas na manutenção das linhas.

Alguns pontos já foram elencados, mas vamos a outras vantagens da inspeção com drones:

  1. Os drones podem mover-se sobre terrenos acidentado, onde é difícil para os trabalhadores de solo se deslocarem. Também podem enviar fotos que mostram a condição das linhas de energia.
  2. Os drones realizam o trabalho de forma muito mais rápida e eficiente.
  3. VANTs não podem inspecionar tubulações enterradas, por razões óbvias. Contudo, podem obter imagens de vegetação em volta de dutos que podem sinalizar problemas – a vegetação morta frequentemente é sinal de vazamentos.
  4. Reduzir os custos de serviços, tanto para inspeções de rotina quanto para levantamento de danos nas redes de energia após desastres naturais.
  5. Melhorar a segurança dos trabalhadores envolvidos diretamente na inspeção.

Captação de imagens por meio de drones

Um dos avanços mais importantes na realização de inspeções com drones é o equipamento da aeronave com três sensores para a realização de três tipos de imagens. De um lado está a gravação em HD (Alta Resolução / RGB), e do outro a gravação termográfica para detectar pontos quentes.

Câmeras aprimoradas para detectar outras frequências de luz podem fornecer a visão de outros problemas potenciais com mais detalhes. Uma câmera de infravermelho térmico pode mostrar aquecimento local devido a uma falha incipiente no isolador ou na emenda de cabos.

E, por fim, a câmera infravermelha combinada com uma câmera RGB de alta resolução, calculando o índice de vegetação, pode monitorar a vegetação nas faixas de servidão com potencial interferência na rede.

Análise de dados das imagens captadas

A análise do processo de inspeção envolve o manuseio e o trabalho com grandes quantidades de dados e gravações em vídeo que são mapeadas através de drones. Hoje, esse é um procedimento manual, exigindo uma revisão lenta e meticulosa das imagens captadas através dos componentes. A análise de imagens capturadas por drones substitui esses processos caros e demorados que de interpretação de dados reduzindo consideravelmente o risco de erro humano.

Na verdade, drones inteligentes podem analisar cerca de 100.000 imagens em algumas horas. O aparelho faz uso do machine learning (aprendizado por máquina), um sistema que aprende a reconhecer representações digitais de dados, como fotografias, vídeos e coleta de temperaturas, permitindo uma análise de múltiplos fluxos de dados coletados a partir dos drones.

Em vez de funcionários percorrerem grandes quantidades de dados não gerenciáveis, uma solução ponta a ponta para inspeção, reconhece objetos individuais, como isoladores de rede elétrica, vinculando termografia, identificação de falhas à coordenadas geográficas. Se sabe o que e onde deve ser feito o reparo. O ganho de eficiência é enorme.

Os dados capturados por drones podem melhorar e acelerar significativamente a gestão de ativos de longo prazo para melhoria da linha de transmissão e planejamento de substituição de peças que precisam ser trocadas.

Além disso, diferentemente de quando é realizado este processo de forma manual, as torres de transmisão permanecem funcionais durante a inspeção, eliminando desta forma os inúmeros problemas e inconvenientes que o corte temporário de energia acarreta para a população das zonas determinadas em que se analisa o estado das linhas.

Sem dúvidas, os enormes benefícios que esta tecnologia inovadora traz podem revolucionar o mercado e, da mesma forma, melhorar a qualidade do serviço de transmissão de energia no Brasil e no mundo.

O futuro da inspeção de linhas de transmissão é automatizado, integrado e profundamente rico em dados. Conheça mais sobre as nossas soluções.

E aí, este texto te ajudou a compreender as vantagens da inspeção com drones em linhas de transmissão? Temos a tecnologia certa para o seu negócio. Entre em contato com a Pix Force!

Compartilhe este artigo:

Artigos Relacionados