IoT na indústria: Veja casos de sucesso que vão te inspirar

A Internet das Coisas (IoT) é considerada um dos principais motores da indústria 4.0, a quarta revolução industrial, que promete transformar a forma como as empresas produzem e entregam produtos e serviços. A IoT na Indústria permite a coleta e análise de dados em tempo real de seus equipamentos e processos, permitindo a tomada de decisões e otimização dos processos.

Se você quer saber as diferentes aplicações da IoT na Indústria, continue comigo neste texto.

LEIA TAMBÉM:

O que a IoT traz de benefício para a indústria?

Um dos principais benefícios da IoT na indústria é o monitoramento de equipamentos. Com sensores IoT, as empresas podem monitorar a condição de seus equipamentos e detectar falhas antes que elas aconteçam.

Isso permite que as empresas planejem manutenções preventivas e evitem paradas desnecessárias de equipamentos, o que aumenta a disponibilidade dos equipamentos e reduz os custos.

Outra benefício importante da IoT na indústria é a otimização de processos. Com sensores IoT, as empresas podem coletar dados em tempo real de seus processos e usar esses dados para otimizar as configurações de produção.

Por exemplo, os algoritmos de aprendizado de máquina – machine learning – podem analisar dados de produção e clima para prever a demanda por determinados produtos e ajustar as configurações de produção de acordo. Isso melhora a eficiência dos processos e aumenta a rentabilidade das empresas.

Quais as aplicações da IoT na indústria?

A tendência atual é a combinação da IoT com outras tecnologias avançadas, como inteligência artificial e visão computacional. A inteligência artificial permite que as empresas automatizem tarefas complexas e tomem decisões informadas, enquanto a visão computacional permite que os robôs detectem defeitos em peças durante o processo de produção. A combinação dessas tecnologias permite que as empresas criem sistemas cada vez mais inteligentes e autônomos.

Um exemplo de sucesso na aplicação da IoT na indústria é a GE Aviation. A empresa usa sensores IoT para monitorar a condição de seus equipamentos de fabricação e detectar falhas antes que elas aconteçam.

Isso permite que a empresa planeje manutenções preventivas e evite paradas desnecessárias de equipamentos, aumentando a disponibilidade dos equipamentos e reduz os custos.

Além disso, a GE Aviation usa algoritmos de aprendizado de máquina para otimizar as configurações de produção e aumentar a eficiência dos processos.

Exemplos da Internet das Coisas (IoT) no setor industrial

Outros exemplos são a americana John Deere e a alemã Siemens. A empresa americana fabricante de equipamentos agrícolas usa sensores IoT para monitorar as máquinas e equipamentos de seus clientes.

Isso permite que a empresa detecte problemas e planeje manutenções preventivas, além de oferecer soluções personalizadas para os clientes.

Com isso, a John Deere pode aumentar a eficiência dos processos e aumentar a satisfação do cliente. Já a gigante alemã, especializada em automação industrial, usa sensores IoT para coletar dados em tempo real de seus processos de produção.

Portanto, com esses dados, a Siemens usa algoritmos de aprendizado de máquina para otimizar as configurações de produção e aumentar a eficiência dos processos.

A IoT também tem aplicações na logística. A empresa DHL, especializada em transporte e logística, usa sensores IoT para rastrear seus veículos e cargas. Isso permite que a empresa otimize as rotas de entrega e garanta que as cargas cheguem ao destino no prazo. Além disso, a DHL usa algoritmos de aprendizado de máquina para prever demandas futuras e ajustar sua frota de acordo.

A indústria de hoje está tão dependente de IOT que é impensável que a indústria do futuro esteja “desconectada da internet”. Com a adoção massiva do 5G, essa conectividade só aumentará de modo que as máquinas terão cada vez mais automatização e inteligência.

O futuro do uso da IoT na indústria 4.0 é promissor, com aplicações cada vez mais avançadas e sofisticadas. Uma das tendências futuras é o uso da IoT para automatizar tarefas ainda mais complexas, como a manutenção e reparação de equipamentos. Isso permitirá que os robôs realizem tarefas que antes eram realizadas por humanos, aumentando a eficiência dos processos e reduzindo os custos.

A combinação da IoT com outras tecnologias avançadas, como inteligência artificial e visão computacional, permitirá que as empresas criem sistemas capazes de tomar decisões sozinhos e adaptar-se a mudanças no ambiente.

Isso aumentará a flexibilidade e a capacidade de resposta das empresas, permitindo-lhes se adaptar rapidamente às mudanças no mercado.

E aí, deu pra entender o potencial da IoT na indústria? Se você precisa de tecnologias de inteligência artificial para sua empresa, entre em contato com a Pix Force!

Compartilhe este artigo:

Artigos Relacionados