Cidades inteligentes: como as novas tecnologias beneficiam o dia a dia dos cidadãos

O termo cidades inteligentes se popularizou muito nos últimos anos. Mas, afinal, o que são as smart cities e como as novas tecnologias podem contribuir para o melhorar o dia a dia dos cidadãos? É o que você descobre neste artigo.

O que são as cidades inteligentes e quais as suas iniciativas?

O conceito de cidades inteligentes é baseado em utilizar os recursos tecnológicos para servir a população da melhor forma possível, fazendo com que questões como segurança, mobilidade, sustentabilidade, moradia e conectividade estejam sempre em pauta de discussões e inovações.

De acordo com o índice IESE Cities in Motion (CIMI), as principais dimensões para considerar uma cidade inteligente são:

  • governança
  • administração pública
  • planejamento urbano
  • tecnologia
  • meio-ambiente
  • conexões internacionais
  • coesão social
  • capital humano
  • economia

Assim, entendemos que as iniciativas de uma smart city pode abranger qualquer coisa, desde a distribuição de energia limpa, otimização dos sistemas de transporte, novas fontes de energia, sistema de coleta de lixo e até mesmo uma iluminação pública mais eficaz e consciente.

Como a tecnologia pode ajudar a garantir benefícios para os cidadãos nas cidades inteligentes?

De acordo com dados das Nações Unidas, até 2050 teremos quase 10 bilhões de habitantes no mundo. Destes, a previsão é de que 66% vivam em cidades. Por isso, torna-se cada vez mais urgente e necessário monitorar, mensurar, gerenciar e levantar insights sobre a vida urbana.

Cidades inteligentes: como as novas tecnologias beneficiam o dia-a-dia dos cidadãos

Desta forma, é cada vez mais evidente a necessidade do uso de novas tecnologias para facilitar o dia a dia da população. De acordo com relatório Smart Cities: Digital solutions for a more livable future, do McKinsey Global Institute, o uso de tecnologias pode melhorar a qualidade de vida de 10% a 30%.

4 tecnologias encontradas em cidades inteligentes e suas funções

Cloud e edge computing

Uma das palavras-chaves das cidades inteligentes é informação. Assim, todos os dias bilhões de dados são processados e, consequentemente, algum ruído pode existir na comunicação.

Desta forma, é necessário uma infraestrutura robusta, que aproxime os sistemas de computação e armazenamento de informações, encurtando a distância entre o processamento e a análise.

Internet das coisas

Nas cidades inteligentes, as coisas precisam se comunicar continuamente de forma rápida e eficaz. Por isso, é fundamental a utilização de sensores captando e transmitindo as informações em tempo real. São esses sensores que captam e criam as informações necessárias para as cidades inteligentes funcionarem.

Analytics

Para que os sistemas de energia, transporte e tráfego sejam eficientes, eles precisam estar em constante monitoramento. Para isso, é necessário que as criações de estatísticas, coletas de dados e análises sejam feitas de forma otimizada e eficaz.

E é para isso que tecnologias de analytics servem: para que o consumo dos dados necessários seja imediato e o diagnóstico ágil.

Redes 5G

Para uma cidade ser inteligente, ela precisa ter ampla conectividade. Assim, a quinta geração da internet móvel permitirá que milhões de pessoas conectem seus dispositivos com velocidade e latência baixa, fornecendo condições ideais para o dia a dia de uma cidade inteligente.

Onde consigo saber mais sobre as cidades inteligentes?

Recentemente, a GloboNews lançou a série Robô Sapiens, que aborda diversos temas relacionados com tecnologia e inteligência artificial. No episódio do dia 12 de março, o tema foi cidades inteligentes.

Nesse episódio, a PIX Force apresentou a tecnologia criada em parceria com a CPFL, no programa de P&D ANEEL, que é utilizada para realizar inspeções automatizadas de objetos em ruas e rodovias.

Essa tecnologia consiste em um veículo equipado com câmeras, GNSS e LIDAR, e é capaz de interpretar automaticamente onde estão as interferências de árvores na rede de abastecimento de energia elétrica e através da Inteligência Artificial, identificar os pontos de poda necessários e garantindo o abastecimento contínuo nas casas dos consumidores.

Você pode acompanhar a matéria na íntegra através do Globoplay.

Quer saber mais sobre nossas soluções e como podemos deixar a sua empresa e seus processos mais inteligentes? Acesse nosso site e fale conosco!

Compartilhe este artigo:

Artigos Relacionados